Afetos 

 Revolucionários

MICROBIOGRAFIAS DE UMA REVOLUÇÃO PERIFÉRICA

 

O que motiva os indivíduos a persistirem no desenvolvimento de atividades autônomas de produção de cultura em seus territórios? O que os move e os une?

Afetos Revolucionários: microbiografias de uma revolução periférica apresenta trechos da biografia narrada por três personagens chave atuantes e/ou fundadores de coletivos artísticos da Baixada Fluminense. São eles: Heraldo HB - cineasta e fundador do Cineclube Mate com Angu em Duque de Caxias, Dani Francisco - produtora e fundadora do GOMEIA Galpão Criativo e Bia Pimenta, produtora e cineclubista, fundadora do Cineclube Facção Feminista.  

Nas entrevistas os personagens contam a história das atividades artísticas que desenvolvem coletivamente, com o foco nas experiências, percursos e transformações pessoais. Ao mencionarem nomes, territórios e projetos eles nos mostram uma teia de relações afetivas constituídas a partir das experiências coletivas de produção artística e que, ao mesmo tempo, são constituidoras delas.

unnamed (3)
Faça seu pedido!
Valor do Livro com Frete: R$35,00

Obrigado por enviar o seu pedido!

Entraremos em contato para combinar o pagamento e o envio.

 
 
 

SOBRE A AUTORA

Adriana Carneiro de Souza é produtora, pesquisadora e cineclubista por formação. Coordenadora de Projetos no Instituto Cultura em Movimento - ICEM, atua na implementação de projetos audiovisuais com foco em educação e direitos humanos.

É bacharel em Estudos de Mídia pela UFF e especialista em Arte, Cultura e Educação pelo IFRJ. Atualmente desenvolve a pesquisa “Narrativas de Si: produção de subjetividade em coletivos artísticos na Baixada Fluminense”, no curso de mestrado em Psicossociologia de Grupos e Comunidades – EICOS/UFRJ.

 

Foi uma das fundadoras do Cineclube Buraco do Getúlio, em Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, em julho de 2006.

20190116_150723_edited_edited.jpg